dezembro 13, 2005

Sou a favor do crucifixo nas escolas, assim como...

...sou a favor que em todos os graus de ensino, os alunos quando entram numa sala de aulas deviam cantar o hino nacional.

Eu só quero que me expliquem porque é que ter um crucifixo pendurado na parede de uma escola é uma ofensa à laicidade do Estado e um atentado à Constituição, e já não é uma ofensa à laicidade do Estado nem um atentado à Constituição o país inteiro prestar homenagem, através de um dia feriado, ao nascimento de Jesus (Natal), à morte de Jesus (Sexta-feira Santa), à ressurreição de Jesus (Páscoa), à celebração da Eucaristia (Corpo de Deus), aos santos e mártires da Igreja (Dia de Todos os Santos), à subida ao céu de Maria (Assunção de Nossa Senhora). Em Portugal, já se sabe, a lógica é uma batata.Agora, que se aproxima o Natal, podem proibir também os presépios e até a apanha de musgo. A única coisa que me incomoda neste pequeno psicodrama é que o Ministério da Educação perca o seu tempo a expelir circulares muito legais, muito constitucionais e muito burras. O senhor que está pendurado nos crucifixos não é apenas um símbolo religioso - é também um símbolo civilizacional, que atravessa todo o Ocidente através da pintura, da literatura, da música, da arquitectura, do teatro, do cinema. Mais do que propaganda católica, o crucifixo faz parte da nossa identidade e é uma chave para compreender os últimos 21 séculos de História. Não tem a ver com fé. Não tem a ver com Deus. Tem a ver connosco.

3 comentários:

Arte por um Canudo 2 disse...

Para já, sejas bem aparecido porque tinha perdido teu rasto LS.Quanto ao crucifixo, já reparaste se todas as religiões quisessem o seu simbolo exposto nas escolas a barafunda que seria? Nem a própria igreja se importa, porque reconhece naquele espaço a sua diversidade.

Montellano disse...

Este é o mesmo "Luís Silva"?!?!?! Não será um engano? Fónix, vai lá, vai...

Agostinho, tou contigo!

Anónimo disse...

Looking for information and found it at this great site... »