março 13, 2006

Não é com borralho que se apagam os fogos

Ouvi hoje durante o dia na radio que o Governo quer colocar professores a tempo inteiro nas Comissões de Protecção de Menores com mais de 150 casos sinalizados. Eu como não sou mecânico, muito menos electricista não me aventuro a fazer qualquer trabalho nessa matéria sob pena de poder a vir a dar cabo daquilo que à partida me incumbiram de resolver, prefiro deixar esse trabalho para pessoas qualificadas nessa matéria, que à partida me resolvem o problema sem causar danos. Com esta incompreensivel decisão do Governo vai passar-se o mesmo, é que os professores não foram formados para sinalizar casos sociais, muito menos para fazerem visitas domiciliárias e análise no local das relações familiares e comunitárias, muito menos para elaborarem relatórios técnicos com substância minima de análise, resolução e encaminhamento correcto de casos sociais, assim como para accionarem os mecanismos legais que envolvem uma actuação deste género de situações-problema. Por outro lado o Governo não pode querer incorporar nas Comissões de Protecção de Crianças e Jovens os professores apenas e só com o intuito de no final do ano poder vir a dizer que este ano houve menos desemprego na classe dos professores, porque não é com borralho que se apagam os fogos. Com todo o respeito que a classe dos professores me merece, acredito que eles próprios sabem que não têm a formação necessária e exigida para o devido acompanhamento dos casos sociais, contudo acredito que isto seja apenas uma pretensão e não vá passar à prática. Exige-se sim é um reforço de Assistentes Sociais, psicólogos e sociólogos...
Luis Silva

3 comentários:

Arte por um Canudo 2 disse...

Só vem confirmar o que hà muito esta classe vem dizendo. São pau para toda a obra..

Luis Silva disse...

Mas não pode ser Agostinho!!!O seu a seu dono caramba...Que País é este?

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP » »