junho 14, 2005

para memória FUTURA !

Aqui fica, para que um dia não se diga que este blog se alheou de três perdas irreparáveis para a cultura portuguesa. Morreram: O GENERAL VASCO GONÇALVES / O DR.ÁLVARO CUNHAL / O POETA EUGÉNIO DE ANDRADE.
Estes dias de Junho foram dramáticos para o País que somos. Numa terra onde, cada vez mais, se acentua uma crise de valores, o desaparecimento destes três vultos da Portugalidade deixa marcas profundas no coração do País. Aqui se regista...para memória futura! (juliocesar)

7 comentários:

Anónimo disse...

Queria deixar aqui a minha homenagem ao grande poeta que nos deixou... sem os seus escritos ficamos todos mais pobres. Registo também a importância histórica do General Vasco Gonçalves e de Álvaro Cunhal. Infelizmente ambos deixaram a sua marca na nossa história pela negativa. São corresponsáveis por um dos períodos mais negros da história de Portugal - o PREC. Não ponho em causa a importância de Álvaro Cunhal na luta antifascista... mas não caio na aleivosia de lhe chamar democrata por isso. Nem todos os antifascistas são democratas. Muito menos aqueles que apenas quiseram substituir uma ditadura execrável por outra igualmente execrável. Não partilho por isso esse sentimento de perda pela morte desses dois homens. Apenas lamento a sua perda enquanto seres humanos... Jorge Lourenço

DP disse...

Queria deixar aqui a minha homenagem aos três vultos que marcaram a história portuguesa dos finais do sec XX.Na politica ou poesia todos acreditaram nos seus ideais e morreram acreditando neles.Queiramos ou não, quer se goste ou odeie, o certo é que hoje poderemos dizer que somos um país democrata e com valores ocidentais de cidadania e a isso se deve a homens como Álvaro Cunhal.Quanto aos trabalhadores e são muitos os que admiram Vasco Gonçalves,porque não se esquecem que foi durante o seu governo que mais beneficiaram com as leis laborais, não podem alguns agora dizer só porque estavam do lado contrário, que ele marca um período negro da história de Portugal.A maioria dos trabalhadores não diz isso.Eugénio de Andrade, deixou-nos um legado rico de cultura.Para eles a minha homenagem. Agostinho (Ag)

Fernando B. disse...

Amigo Agostinho,

Subscrevo, como era de esperar, este texto e o teu comentário.

Quanto à opinião do Jorge Lourenço no que toca à análise histórica do que se passou, respeito-a, mas, como é natural, discordo.

Penso, que um dia, serenamente, se conseguirá fazer uma leitura correcta do que se passou e o porquê das coisas...

Pela minha parte, sem quaisquer laivos dogmáticos, tentarei contribuir, como puder, para o aprofundamento da Verdade.

As minhas Cordiais Saudações para o Jorge Lourenço e um Abração para ti.

Nota: Linkei este Blog lá no Fraternidade. Por favor diz-me se é correcto utilizar aquela imagem com o vosso logótipo.

O Micróbio disse...

Realço sem dúvida essa grande figura da cultura e da literatura portuguesa... Adeus, Eugénio! Quanto às outras duas figuras... "Deus seja misericordioso, Paz às suas almas"!

Anónimo disse...

Está correcto Fernando.Neste momento é o simbolo que identifica o Deleites Pensamentos.Um abraço.Ag

yulunga disse...

Carlitos, Deus seja misericordioso?
Achas mesmo que eles vão para o inferno?

Rui Ribeiro disse...

Jorge Lourenço,

Subscrevo integralmente as tuas palavras. Não se pode ter mais respeito na morte do que aquele que se teve em vida. Vasco Gonçalves e Àlvaro Cunhal foram responsáveis por muitos dos males da economia do país, durante muitos anos. E, ao contrário do que escreveu o Agostinho, não se trata de estarem do lado contrário, mas de reconhecidamente terem tido desempenhos que resultaram em atrasos decisivos do país em varidissimas áreas, para não falar do sofrimento indizível de muitos cidadãos Portugueses!
Acho sinceramente que o mundo está melhor sem eles, e se houver um Deus, que não seja muito misericordioso com eles.