abril 30, 2005

Ivo do haxixe tem apoio do Presidente da Republica

O Presidente da República, Jorge Sampaio, manifestou total solidariedade com o cineasta português Ivo Ferreira, detido há 25 dias no Dubai na sequência de uma denúncia da ex-namorada do amigo com quem partilhava o apartamento, tendo uma rusga policial encontrado na habitação o resto de um cigarro de haxixe. Jorge Sampaio manifestou-se disponível para desenvolver as diligências que forem consideradas necessárias e indicou que irá trabalhar em articulação com o Governo. Sobre as diligências do Governo, Jorge Sampaio afirmou que estão a ser feitas as necessárias e possíveis neste momento. "Eu estou na expectativa de seguirmos isto e obviamente com disponibilidade para fazer as (diligências) que porventura em determinado momento forem necessárias".
Consideraçoes: O tipo sabe que no Dubai é proibido fumar haxixe ou outro tipo de drogas, fe-lo com consciencia disso e agora quer que o ajudem? Meu caro Presidente e se o Ivo nao fosse quem é (eu muito sinceramente nao sei quem é, mas enfim)? E se o Ivo fosse um portugues desconhecido? Também o Sr. Presidente tomava a mesma atitude? Nao queiramos julgar os outros países à imagem das leis que existem no nosso porque Portugal ao nível de legislaçao nao é nem melhor ou pior que o Dubai, é diferente, pois cada país faz as leis conforme se justifiquem para esse mesmo país, só que com uma grande diferença, no Dubai as leis sao feitas para se cumprirem...enquanto que em Portugal existe um decreto lei que proibe a venda de bebidas alcoolicas a menores, pessoas que se apresentem notoriamente embriagadas e a pessoas com aparente anomalia psiquica e o certo é que basta ir a um bar ou discoteca qualquer e aquilo é um Deus nos acuda. Agora pergunto eu: vale mais fazer como no Dubai em que a lei se cumpre ou mais vale continuar de olhos fechados e fingir que o decreto nao existe?
LS

3 comentários:

Anónimo disse...

Somos um país de brandos costumes.A lei é para cumprir mas se pudermos evitá-la para favorecimento pessoal melhor. Se por acaso é descoberto, o que é raro,arranja-se um advogado para dizer que não era intenção de não cumprir a lei..Assim, pode-se andar a infrigir a lei que a pena do não cumprimento é muito rara.Ag

O Micróbio disse...

Não há nada como fumar um charrinho, se possível num país estrangeiro, para chamar logo a atenção de um país inteiro, incluindo o Presidente!

David disse...

Gostei do "Ivo do haxixe".