março 06, 2005

I.º Resultado público do cheque em branco:

A primeira medida conhecida e divulgada pelo actual Governo, foi nada mais, nada menos que...AUMENTAR OS IMPOSTOS. E assim, enganados vamos vivendo como a Alice no país das maravilhas. Será que é a isto que chamam Choque Tecnológico?
Uma coisa eu tenho a certeza, ainda nem sequer tomaram posse e já estão a deixar o país em choque.
Só mais uma coisinha: deixo aqui uma caixinha de primeiros socorros para evitar as queimaduras do choque.
LS

20 comentários:

Anónimo disse...

Como é que já te aumentaram os impostos se o governo ainda não tomou posse Luis.Como pode ser isso? Será que estão a aumentar os impostos só a alguns ou a quem não confia neles? Hum..não me parece.Ag

Anónimo disse...

Espero que estes não façam como o José Manuel Barroso quando ganhou as eleições: tinha anunciado um choque fiscal descendente e logo aplicou um choque fiscal ascendente, nomeadamente aumentando o IVA. Estes não anunciaram nenhuma baixa de impostos, pelo contrário até se manifestaram contra, mas também não me lembro de prometerem quaquer aumento de impostos.
manuel martins

Luis Silva disse...

"Luís Campos e Cunha disse ontem que o défice orçamental tem de ser controlado "pela redução da despesa" pública - mas que "mexer nos impostos" não está de parte, e que "pelo menos nos primeiros tempos" pode haver um aumento da carga fiscal."
in - jornal publico edição de domingo, 6 de Março

Luis Silva disse...

"O GOVERNO É MUITO IRREGULAR EM QUAlidades. Mas o que mais estará em causa não será a política de cada um. Pelos antecedentes, assim como pelo facto de Sócrates ser um neófito, o que mais desperta a curiosidade é a sua capacidade de direcção. Ou falta dela. A prova de autoridade não está feita, longe disso. A demonstração dos seus talentos orientadores ainda está para vir. As suas sensibilidade política e imaginação cultural são entidades desconhecidas. A maior interrogação é o primeiro-ministro ele próprio."
in - artigo de opinião do socialista António Barreto, jornal público 6 de março

Anónimo disse...

Ainda não tomaram posse e já as bocas começam.Porra. Merda de eleitores.Marques Mendes ao poder já.

Luis Silva disse...

"O próximo ministro das Finanças acha que o aumento dos impostos será “quase inevitável”. Alguns economistas de renome nacional concordam que esta é a maneira mais rápida de obter receitas. Antes do choque tecnológico virá o choque nos bolsos."
in - Correio da manhã, domingo 6

Luis Silva disse...

"Silva Lopes recomendou o “aumento em cerca de dois por cento da carga fiscal, de modo a obter receitas orçamentais”, bem como uma subida de outros impostos “como o que incide sobre os combustíveis que é o que gera receitas mais imediatas e é um dos mais baixos da Europa”."
in - Correio manhã, domingo 6

DP disse...

Cada cabeça cada sentença!Todos dão a sua opinião de como se deve fazer ou como deve actuar o governo. Esquecem o que disse António Vitorino, o governo não será feito para a comunicação social nem por ela.Qualquer opinião é livre mas não é lei.Ag

yulunga disse...

Há um provérbio grego que diz: "Começar já é metade de toda a acção"

DP disse...

Yulunga, a tua confiança (neles)está mesmo em baixo.Olha que alguns nem deviam ter chegado a essa metade.Ag

yulunga disse...

Agostinho o beneficio da duvida dou-o quase sempre. Mas não me parece um bom começo. Uma das atitudes que resulta sempre é dar primeiro um chouriço para só depois se pedir o porco.

DP disse...

Yulunga, nem tomaram posse e já estão por aí a dizer, que prometeram uma coisa e estão a fazer outra.Como pode ser? Ag

yulunga disse...

Agostinho, pois...Não sei. Mas se vem nos jornais e se diz mal do inimigo, eu acredito

DP disse...

Yulunga, daí a referência do A.Vitorino à comunicação social.Ag

DP disse...

Yulunga, daí a referência do A.Vitorino à comunicação social.Ag

yulunga disse...

O António Vitorino é do lado dos bons ou dos maus?

Anónimo disse...

Pelo que disse, a comunicação social já o acha o mau da fita.Ag

yulunga disse...

Agostinho, não sei o que foi que ele comentou. De tempos a tempos faço umas pausa na parte séria da vida. Não vejo telejornais, não olho para os jornais. Neste momento estou assim. Muita night, muita futilidade, muita irresponsabilidade. A parte louca da vida deve ser bem alimentada, para que a outra cresça.

Tribunal_Beatas disse...

Os senhores ainda nem tomaram posse e já anda tudo de mãos na cabeça com medo de apanhar um choque. Mas a malta pensava o quê? Que assim que o PS subisse ao poder a vida se ia tornar numa mar de rosas de um dia para o outro? Não sei quanto a vocês, mas eu já estava à espera que isto acontecesse. O mal aqui são as contradições desses senhores. O futuro ministro da Economia (se não estou em erro) disse uma coisa em Janeira e agora diz outra completamente diferente. É verdade que prometeram não aumentar os impostos. Mas também... se eles prometessem choques fiscais que nos iam deixar chamuscados, quem votaria neles? O Durão Barroso também prometeu que as listas de espera nos hospitais iam terminar. Foi por causa dessas e de outras promessas ele lá acabou por ganhar as eleições. Há menos pessoas em lista de espera para operações e coisas que tais? Não me parece... Há que ter calma e deixar ver onde isto tudo vai parar. Pior que o que estamos não podemos ficar, ou podemos?

yulunga disse...

Podemos passar ao post seguinte?