janeiro 29, 2005

Sondagens!

Parece ser mais uma cambalhota!
Nunca até hoje e porque as eleições de 20 de Fevereiro estão próximas, tal se vira disto! Mas afinal o que se passa com os partidos e as sondagens? Até agora, só tínhamos os partidos mais pequenos a não acreditarem nas sondagens, partidos como o PP, o PCP, o BE, o MRPP, etc., que diziam que não acreditavam nas sondagens, porque tinham dados diferentes dessas mesmas sondagens, dados estes das suas próprias sondagens, enquanto que os partidos maiores nomeadamente, o PS e o PSD, diziam que eram indicadores a ter em conta. O que acontece agora é que o PSD e porque as sondagens não lhe são favoráveis, contesta os organismos dessas mesmas sondagens, rotulando-as “ao serviço de….”. A questão que se põe é esta! Serão as sondagens divulgadas pela Universidade Católica, Público ou Visão, credíveis ou não? Se não forem estas entidades credíveis com que indicadores havemos de nos basear para qualquer estudo de opinião? Devemos de nos basear nas sondagens por nós encomendadas? Creio que não! Então porque será que o PSD de Santana Lopes, tanto combate as sondagens? A resposta só pode ser uma:
Está-se a tornar um pequeno partido.
Ag

8 comentários:

O Micróbio disse...

E a sondagem aqui do blog tb a posso ter como indicador...

DP disse...

Ó Carlos,se calhar estas (blog)são mais fieis aos vossos principios.Assim já dá para acreditar.Será? Ag

O Micróbio disse...

Os meus princípios não se regem por sondagens...

Anónimo disse...

Só por elas serem desfavoráveis?Ag

O Micróbio disse...

Não, Agostinho... estás enganado! Os meus princípios não se regem nem por sondagens nem por maiorias... talvez assim percebas! E se as sondagens têm assim tanta importância, até sou da opinião que não se deviam realizar eleições... seria menos um encargo para o país! Tinham-se em conta os resultados das sondagens e isso bastava!

Anónimo disse...

Percebi muito bem o que queres dizer Carlos!Nem sondagens nem maiorias!Quanto aos encargos para o país devido às eleições, olha que antes do 25 de Abril também não havia eleições e o país não estava mais rico.Ag.

O Micróbio disse...

Nem sondagens havia!

Anónimo disse...

Podemos então chegar à conclusão ( ) que em democracia deve haver sondagens!Só não percebo por que é que são contra elas quando são desfavoráveis.Ag.