dezembro 03, 2004

A democracia é mais que o domínio da maioria

Naturalmente, a democracia é o domínio da maioria através de instituições representativas e baseada no respeito dos limites constitucionais. Isto não quer dizer que tudo possa ser objecto do sistema de voto. Entre as coisas que não se submetem a voto figuram a liberdade religiosa, a liberdade de expressão, a liberdade de associação e outros direitos civis básicos que tornam a política democrática possível e moralmente valiosa. Desde logo, um povo pode votar democraticamente para eliminar estes direitos básicos, mas neste caso a democracia deixaria de ser democracia.

A possibilidade da democrática autodestruição da democracia recorda-nos que a democracia necessita de algo mais que a simples existência de instituições democráticas. Sugeriria a seguinte máxima: a política é na sua grande parte o fim da cultura; no coração da cultura está a moralidade e no centro da moralidade, a religião. Quando se esquece esta máxima, a democracia entendida como domínio da maioria leva à morte da democracia.

CT

10 comentários:

DP disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
O Micróbio disse...

Já houve alguém que se arrependeu do que escreveu... :-))

Montellano disse...

CT, não podia estar mais em desacordo!! A religião é necessária à democracia? Para que esta não se autodestrua? É esta a máxima "Tavariana"? Se era isto que querias dizer, bolas, até fico de cabelos em pé!!!

O Micróbio disse...

Montellano... voltaste aos teus belos tempos de "galega". Comentas com uma pergunta? Quando a resposta está bem clara no texto que deixei...

Montellano disse...

Só falta dizeres que a religião é o fundamento da sociedade. Ateus e agnósticos, cuidem-se, não têm lugar no mundo!

O Micróbio disse...

Diz-me com que parte do texto não estás de acordo... e diz porque razão discordas. Caso contrário esta discussão começa a tornar-se como as que tínhamos num tempo não muito longínquo. É que até agora fizeste dois comentários: um com perguntas e outro a brincar com ironia! Mas ainda não disseste porque razão não concordas e o que é para ti a democracia?

Montellano disse...

Em primeiro lugar, não acho que a democracia seja natural - é um sistema produzido pelo homem social.
Depois, a religião está no centro da moralidade para as pessoas que têm uma religião. Para os ateus e agnósticos, a moralidade não se dissolve na religião. Eu posso distinguir o bem do mal sem ter por base a religião. Por conseguinte, é extremamente redutora a tua ligação entre religião e democracia, com a cultura e a moralidade no papel de elos. Para mim, é misturar alhos com morangos.

DP disse...

No lugar do comentário que eu deixei, está que DP o removeu.Carlos eu não me arrependi do comentário que fiz, mas sim alguém não gostou e retirou-o sem minha autorização.Espero que não tenha sido intencional ou senão vejo-me na obrigação de dizer que aqui há censura.Também espero ouvir algumas explicações do DP. Agostinho (Ag)

Montellano disse...

E já agora: qual é o mal de comentar com uma pergunta? ;-)

Anónimo disse...

Caro Carlos.
Felizmente sou Ateu...graças a Deus.
JC